Como pintar corretamente o exterior da sua casa

Como pintar corretamente o exterior da sua casa

Dê à sua casa uma aparência fresca e atualizada com pintura externa.
Pintando sua casa

Materiais necessários:

  • pintura externa plana ou casca de ovo
  • pintura externa semi brilho
  • lavadora de alta pressão
  • pulverizador de tinta
  • pincel
  • fita de pintor
  • panos de queda
  • escada
  • raspador de tinta
  • primer bloqueador de manchas
  • enchimento epóxi
  • bloco de lixa de grão médio
  • faca de massa corrida
  • calafetar exterior
  • pistola de calafetar
  • folhas de plástico

Etapa 1: Paredes de lavagem sob pressão

Para garantir a melhor cobertura, remova a sujeira e o acúmulo de poeira da casa usando uma lavadora de alta pressão. DICA: Trabalhe seu caminho de cima para baixo de uma maneira suave e controlada, sobrepondo cada golpe em 8 polegadas.

Etapa 2: Repare as superfícies danificadas

Caminhe ao redor de todo o perímetro da casa tomando nota de superfícies danificadas como: madeira, alvenaria, metal, tapume ou estuque. Aplique massa epóxi em rachaduras ou buracos usando uma faca de spackle. Depois de seco, lixe levemente usando um bloco de lixa de grão médio.

Etapa 3: remover tinta solta

Uma vez que o exterior esteja seco, caminhe pelo perímetro da casa tomando nota de qualquer tinta solta ou lascada. Coloque panos no chão e remova a tinta lascada e solta usando um raspador de tinta ou um bloco de lixa de grão médio.

Etapa 4: calafetar a guarnição

Preencha quaisquer lacunas entre a casa e apare em torno de portas e janelas usando calafetar exterior e pistola de calafetagem. Se a casa tiver materiais mistos, como revestimento e tijolo, adicione calafetagem ao longo da superfície onde os diferentes materiais se encontram.

Etapa 5: manchas primárias

Examine o exterior em busca de manchas ou nós de madeira visíveis. Aplique uma camada de primer bloqueador de manchas na área usando um pincel.

Etapa 6: proteger portas, janelas e luzes

Cubra portas, janelas e luminárias usando lona plástica e fita adesiva.

Etapa 7: pintar o exterior

Carregue a cor da tinta exterior plana ou casca de ovo no pulverizador de tinta. Dependendo da intensidade da tonalidade, aplique uma ou duas demãos de tinta externa plana ou casca de ovo em toda a casa. Certifique-se de trabalhar de cima para baixo de maneira suave e controlada, sobrepondo cada traço em 8 polegadas. DICA: Ao mudar a cor externa de claro para escuro ou escuro para claro, comece com uma camada de primer para garantir uma cobertura adequada. O primer não é necessário quando uma nova camada de cor existente está sendo aplicada.

Etapa 8: pintar guarnições e portas

Remova as folhas de plástico das portas, janelas e luminárias. Adicione duas demãos de tinta semibrilhante externa para madeira e portas usando pincel. Remova os panos de queda.

Como pintar o exterior de uma casa

nós orientamos você nas etapas de pintura do exterior de uma casa, desde o trabalho de preparação até os retoques finais.
Poucos recursos da sua casa causam um impacto visual imediato como a pintura externa. A pintura soberbamente aplicada transmite seu orgulho em sua casa e ajuda a definir sua personalidade.

Etapa 1: preparar sua superfície

Você pode ficar tentado a ir direto para a pintura, mas o trabalho de preparação diligente é fundamental para um acabamento com aparência profissional. De acordo com Dan Lawson, da Medallion Paint, “noventa e cinco por cento de uma boa pintura é ter uma boa superfície”.

Antes de pintar uma nova casa com um exterior de estuque, deixe o estuque curar por pelo menos 28 dias. A tinta não adere adequadamente ao estuque não curado e pode parecer calcária ou empoeirada.

Se você estiver com pressa, aqui está uma dica de Richard Luks, gerente de construção da RSR Custom Renovations and Additions: “Mantenha o estuque molhado pulverizando-o com uma mangueira. Se for lavado diariamente, pode curar em uma semana a 10 dias .”

Se você estiver repintando uma casa existente, inspecione as paredes externas e apare se há lascas, descascamento, mofo e outras imperfeições. Mate o mofo aplicando uma solução de cloro com um pulverizador de jardim. Em seguida, limpe todo o exterior com pressão para remover a sujeira e a tinta velha que se soltaram.

Etapa: calafetar e remendar

Antes de pegar um rolo de pintura, pegue um tubo de calafetagem. É vital vedar quaisquer rachaduras, bem como as juntas onde um tipo de material exterior encontra outro. Isso inclui: caixilhos de janelas, caixilhos de portas, molduras e placas de fachada.

Se uma superfície de estuque antiga tiver lascas ou buracos, remenda-as com estuque novo (e dê tempo para curar). Substitua o tapume de madeira ou as placas de fáscia que mostram sinais de apodrecimento. Lixe suavemente as guarnições de madeira e as portas para garantir uma superfície ideal para a pintura.

Etapa 3: reserve um tempo para preparar

Para tirar o máximo proveito do seu trabalho de pintura, aplique um selador de qualidade. “Sealer tem alto teor de resina”, explica Dan. “Isso passa por cima da tinta antiga, trava tudo no lugar e cria uma boa superfície para a nova tinta aderir.”

Se você estiver repintando paredes que ficaram calcárias ou empoeiradas, selecione um selante de parede calcário. A tinta não gruda em uma superfície empoeirada.

Quanto à nova construção, o primer de látex funciona bem para o vinil e a maioria dos revestimentos de madeira. Se estiver trabalhando com estuque que não está totalmente curado, você pode aplicar um primer de estuque quente. Isso evita o período de espera, permitindo que a superfície aceite tinta assim que o primer secar. É melhor, no entanto, deixar o estuque curar pelo período de tempo recomendado, se possível.

Verifique a etiqueta do primer ou selador para determinar quanto tempo esperar antes de começar a pintar.

Etapa 4: escolha uma tinta externa de qualidade

Uma boa tinta externa é 100% látex acrílico. A fórmula consiste em três componentes principais:

– Pigmentos, que fornecem a cor.
– Aglutinantes, que prendem o pigmento na parede.
– Solventes, que tornam a tinta espalhável. Hoje, a maioria das tintas externas são à base de água.

À medida que a tinta seca, o solvente evapora, deixando para trás apenas os pigmentos e aglutinantes. Estes são conhecidos como sólidos de volume. Tintas de maior qualidade são geralmente maiores em sólidos de volume. Eles também podem ter aglutinantes melhores, que manterão os pigmentos no lugar por mais tempo. Isso melhora a durabilidade.

Para determinar a porcentagem de sólidos em volume em uma marca de tinta, consulte o site do fabricante ou peça ao seu distribuidor local uma Ficha Técnica. Em geral, as tintas rotuladas como “premium” ou “super-premium” provavelmente terão maior volume de sólidos do que as marcas econômicas.

Etapa 5: escolha cores com apelo de freio

Quando se trata de seleção de cores, há tantas opções que a decisão pode ser esmagadora. Se você não sabe por onde começar, passe algum tempo dirigindo pela sua vizinhança para ver o que mais lhe agrada. Tenha em mente que as cores vibrantes irão desbotar mais cedo do que as mais suaves.

Certifique-se de considerar os elementos estilísticos da sua casa – escolha uma cor que complemente o material da sua cobertura e quaisquer detalhes em tijolo ou pedra. Se você está tendo problemas para decidir entre dois tons, pinte faixas de amostra em uma seção do exterior da sua casa. Observe o resultado em diferentes momentos do dia para ver qual você mais gosta.

Antes de escolher uma determinada cor, verifique com a associação de bairro e o departamento de construção local para garantir que não haja restrições nas cores de tinta em sua área.

Passo 6: Pulverize e Enrole

A maneira ideal de pintar paredes externas é chamada de pulverização e retro-rolagem. Este método requer duas pessoas. Um usa um pulverizador para espalhar a tinta de forma rápida e uniforme pela superfície. A outra pessoa segue atrás, passando um rolo sobre a tinta que acabou de ser pulverizada. Isso proporciona um acabamento uniforme, principalmente em superfícies texturizadas como estuque.

“Isso oferece o melhor dos dois mundos”, diz Dan à HGTV. “Você obtém a velocidade do pulverizador e a uniformidade do rolo.” Para proteger suas janelas, cubra-as com plástico antes de começar a pulverizar ou use um pulverizador com proteção.

Se o seu orçamento permitir, aplique uma segunda demão após o tempo de secagem recomendado. As cores suaves cobrem melhor do que as brilhantes. Para tons vibrantes, você pode precisar de uma segunda camada apenas para obter a cor completa.

“Duas demãos sempre darão um resultado melhor”, acrescenta Dan. “Ele equilibra tudo para dar um acabamento melhor à sua casa. Você obterá mais vida da pintura com uma segunda demão.”

Etapa 7: toques finais

O último passo é pintar as portas, fáscias, molduras, persianas e outros detalhes decorativos. As melhores ferramentas aqui são “uma mão firme e um bom pincel”, diz Richard. Você pode economizar um pouco de tempo usando rolos de “cachorro-quente” de 6 polegadas para obter a tinta mais rapidamente, principalmente ao longo do comprimento da fáscia. Mas não há atalhos para um acabamento profissional – você precisa dedicar tempo para obter os melhores resultados.

Dependendo do clima, uma pintura soberba com materiais de primeira linha pode durar até 10 anos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.